Interpretação de Exames Laboratoriais

Interpretação de Exames Laboratoriais
Rate this post

A Correta INTERPRETAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAIS é fundamental no diagnóstico do estado nutricional na Prática da Nutrição Clínica.

Ao dominar a interpretação de exames laboratoriais o Nutricionista e demais Profissionais de Saúde, podem de forma efetiva conhecer as condições internas (avaliação bioquímica) do seu paciente.

E isso é importante para melhorar a qualidade da avaliação nutricional, da prescrição da dieta e da suplementação do paciente.

Mediante os resultados obtidos, dos valores de referência e da correta interpretação do exames laboratoriais o Nutricionista se mune de argumentos fortes que ajudam a sensibilizar paciente e familiares da necessidade de alterações de hábitos alimentares.

Solicitação de Exames Laboratoriais por Nutricionistas

Lei 8.234 / 17-Setembro-1991 - Regulamentação Profissão NutricionistaNutricionistas possuem amparo legal para solicitar exames laboratoriais necessários ao acompanhamento dietoterápico (Lei nº 8.234, de 17 de setembro de 1991, inciso VIII, do art. 4º).

De fato os resultados dos exames laboratoriais bioquímicos complementam a anamnese, a antropometria e o exame clínico na elaboração mais precisa da avaliação nutricional.

CFN - Resolução 306/2003 - Resolve Sobre Exames Laboratoriais por NutricionistasEm 2003 o Conselho Federal de Nutrição (CFN) publica e Resolução 306/2003 com destaque para os seguintes artigos:

Art. 1º  Compete ao nutricionista a solicitação de exames laboratoriais necessários à avaliação, à prescrição e à evolução nutricional do cliente/paciente.
Art. 2º O nutricionista, ao solicitar exames laboratoriais, deve avaliar adequadamente os critérios técnicos e científicos de sua conduta, estando ciente de sua responsabilidade frente aos questionamentos técnicos decorrentes.
Inciso V., Art. 2º: solicitar exames laboratoriais cujos métodos e técnicas tenham sido aprovados cientificamente.

Naturalmente junto com amparo legal para o Nutricionista solicitar os exames laboratoriais vem a “sua responsabilidade frente aos questionamentos técnicos decorrentes“, em outras palavras, a sua responsabilidade sobre a correta interpretação dos exames laboratoriais por Nutricionistas.

A Interpretação de Exames Laboratoriais Diferencia Profissionais

A interpretação e análise do exame laboratorial está muito além da simples comparação dos valores de referência com os resultados no teste.

Um leigo no assunto pode fazer isso certamente.

No entanto é o profissional que se prepara e estuda que estará capacitado para compreender as propriedades e relações dos marcadores bioquímicos, de modo a, realizar corretamente a interpretação dos exames laboratoriais.

Marcadores bioquímicos podem estar no limite (inferior ou superior) do intervalo de valores de referência sem significar, por si só, que é bom ou ruim.

Cabe ao Nutricionista conhecer em profundidade esses marcadores bioquímicos e analisar os valores e realizar a sua prescrição com base no conjunto de sua avaliação clínica-nutricional, exame físico e anamnese.

Valores Normais de Referência na Interpretação de Exames Laboratoriais

Os valores normais de referência são estatísticos, isoladamente não possuem significado clínico.

A grosso modo, os valores de referência correspondem a 95% dos resultados obtidos de uma amostra de exames, eliminando 2,5% do desvio padrão abaixo dos valores obtidos e 2,5% acima.

Perceba que um “valor normal” significa tão somente que esse resultado é comum a 95% dos que fizeram os mesmos exames, não diz respeito se isso é bom ou ruim para a saúde.

Você poderá relembrar esse conceito a partir da Curva de Gauss (ou curva normal de sino):

Interpretação Exames Laboratoriais - Curva Normal

Relação Entre Marcadores na Interpretação de Exames Laboratoriais

Existem marcadores que ao calcularmos a razão entre eles nos permitem diagnosticar a saúde do paciente sobre um determinado aspecto clínico.

Isso nos permite uma interpretação mais acurada do que somente analisar os valores individuais de cada marcador.

Interpretação de Exames Laboratoriais pela razão: Triglicérides/HDL

Interpretação Exames Laboratoriais - Triglicérides / HDL

Para a correta análise da razão Triglicérides por HDL é preciso lembrar que existem 11 tipos de LDL, desdes 2 são prejudiciais (partículas pequenas e mais densas).

Os demais 9 tipos são de partículas maiores e menos densas que não representam riscos cardiovascular porque não conseguem invadir os vasos sanguíneos

A razão Triglicérides/HDL abaixo de 2.5 é considerada de baixo risco cardiovascular mesmo com LDL elevado, porque verificou-se que essa razão prevê o tamanho da partícula LDL, neste caso de partículas maiores e menos densas.

Avaliação Nutricional Minuciosa pela Interpretação de Exames Laboratoriais

Cientes da relevância para interpretação de exames laboratoriais na avaliação nutricional, dentro do contexto da Nutrição Clínica, destacamos os principais grupos de exames bioquímicos que devem ser de domínio do Nutricionista.

Hemograma

Principal ferramenta diagnóstica em hematologia que possui parâmetros de contagem de hemácias, dosagem de hemoglobina, leucócitos global e específico e muitos outros exames.

Perfil Lipídico

Para investigação de Colesterol e frações, triglicérides e Apolipoproteínas.

Glicemia

Para medir a quantidade de glicose no sangue, incluindo glicemia de jejum, insulina, teste de tolerância, hemoglobina glicada e frutosamina.

Enzima Hepáticas

Transaminase Glutâmico Oxalacética – TGO, Transaminase Glutâmico Pirúvica – TGP e Amilase.

Para Conhecer Mais sobre Interpretação de Exames Laboratoriais Acesse o Curso EXAMES LABORATORIAIS NA PRÁTICA CLÍNICA DO NUTRICIONISTA

Curso Exames Laboratoriais Nutricionista

Viviane do Lago Nakazato – CRN 8646

(Idealizadora do Curso Exames Laboratoriais)

Curso Exames Laboratoriais para Nutricionista - Viviane Lago NakazatoNutricionista, formada em 1998 pelo Centro Universitário São Camilo.

Especialização em Adolescência para equipe multidisciplinar em 2004 pela Escola Paulista de Medicina – UNIFESP.

Pós graduação em Docência no Ensino Superior – SENAC.

Mestre em Ensino em Ciências em Saúde – CEDESS – UNIFESP.

Experiência em atendimento nutricional em consultório desde 2001, realizando avaliação antropométrica, dietética e de exames complementares, com objetivo de personalizar e adequar da melhor maneira o tratamento nutricional.

Atuou como Nutricionista orientadora de estágio curricular em nutrição clínica – UNIP.

Consultora da ASBRAN.

 

Fontes:

Interpretação Exames Laboratoriais - Fontes

 

One comment

Comments are closed.